quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Dicas Para Escrever: "Criando Personagens Complexos: Conflito Interior"

SAGA DE GÊMEOS
Olá Leitores!
Que tal mais algumas dicas para acrescentar no seu personagem? Nada como conflitos interiores para prender o leitor. 
Vamos conferir mais essa dica do "Dicas de Roteiro".


Há duas perguntas que falam sobre quem um personagem é em sua essência:
1. O que ele quer?
2. Como é que ele decide conseguir isso?
Estas duas coisas orientam as ações de um personagem. E, nos dramas, são as ações que nos dizem quem uma pessoa é.
Se você quiser criar um personagem complexo, deve criar um conflito interno no âmago de seu personagem. Isso significa criar um conflito naquilo que um personagem quer, ou na abordagem que ele/ela vai escolher para conseguir aquilo.

Um personagem que está em desacordo sobre o que quer, tem duas metas que irão entrar em conflito direto dentro da história. Frequentemente, este é um conflito entre o que o personagem quer no início e o que o personagem percebe que necessita ao longo do caminho. Em Se Meu Apartamento Falasse, C.C. Baxter (Jack Lemmon) está dividido entre o desejo de subir de posto em sua companhia e seu amor pela amante de seu chefe. Ele pode ter um ou outro, mas não pode ter ambos. Claramente, seus dois objetivos não combinam.
O personagem não tem necessariamente de fazer a escolha certa no final. Em Capote,Truman Capote (Philip Seymour Hoffman) está dividido entre o seu primeiro objetivo (1) escrever A Sangue Frio, o livro de não-ficção centrado em torno do assassinato de uma família de quatro pessoas em Holcomb, Kansas, que viria a ser sua maior obra, e (2) a sua compaixão crescente e o desejo de querer ajudar os prisioneiros acusados ​​dos assassinatos. Entretanto, estes dois objetivos se opõem um ao outro conforme Capote reconhece que seus sentimentos pelos prisioneiros entram em conflito profundo com a necessidade de desfecho de seu livro, o que só uma execução proporcionaria. Eventualmente, ele chega à conclusão de que não pode fazer as duas coisas, então ele deve escolher.
Se os personagens não estão em conflito em relação ao que querem, eles ainda podem estar conflitantes em relação a como obtê-lo. Em Os Intocáveis, Elliot Ness (Kevin Costner) quer trazer Al Capone (Robert De Niro) à justiça, mas ele está dividido entre a sua crença em viver pela letra da lei e a ideia de que às vezes você tem que quebrar a lei para defender a justiça.
Criar um forte conflito interno entre o que um personagem quer ou como ele consegue o que quer é uma das maneiras mais eficazes de criar um personagem complexo.

SHION DE ÁRIES

3 comentários:

  1. Hey!
    Que blog genial é o seu possui conteúdos incriveis!
    ah em relação ao post,não costumo escrever histórias.Porém, o post é bem interessante.Enfim,espero que vc tenha todo o sucesso com o blog assim,como eu também espero ter com o meu. E já estou seguindo,caso puder retribuir eu agradeceria muito. Beijos da gio! do blog ''Just Giovana.''

    http://justgiovana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Giovana... Espero que continua acompanhando o blog. Vem muito mais por aí.
      também já estou te seguindo.... Grande Beijo!

      Excluir
  2. Suas postagens são sempre interessantes! Estou querendo tornar meus personagens mais complexos faz algum tempo, e espero conseguir em breve.

    Passe no meu blog qualquer tempo desses

    http://un-cafe-a-clichy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir